125 - O Senhor mostrará

 
"E eu lhe mostrarei quanto deve padecer pelo meu nome." - Jesus (Atos, 9:16).
 
O diálogo entre o Mestre e Ananias, relativamente ao socorro de que Paulo necessitava, reveste-se de significação especial para todos os aprendizes do Evangelho.
 
Digna de nota é a observação de Jesus, recomendando ao apóstolo da gentilidade que ingressasse em Damasco, onde lhe revelaria quanto convinha fazer, e muito importante a determinação a Ananias para que atendesse ao famoso verdugo trazido à fé.
 
O apelo do Céu ao cooperativismo transborda da lição. Perseguidor e perseguido, reúnem-se no altar da fraternidade e do trabalho útil. O velhinho de Damasco presta socorro ao ex-rabino, Paulo, em troca, prodigaliza-lhe enorme alegria ao coração.
 
Acresce notar, porém, que Jesus chamou a si a tarefa de revelar ao recém convertido quanto lhe competia lutar e sofrer por amor ao Reino Divino.
 
Semelhantes operações espirituais se repetem, cada dia, nas atividades terrestres.
 
Debaixo da inspiração do Cristo, diariamente há movimentos de aproximação entre quantos se candidatam ao bom entendimento, perante a vida eterna.
 
Alguns trazem a mão confortadora e amiga da assistência fraternal, outros o júbilo sagrado da esperança sublime. Estabelecem-se novos acordos. Traçam-se novas diretrizes.
 
Imperioso é reconhecer, porém, que o Senhor mostrará a cada trabalhador o conteúdo de serviço e testemunho que lhe compete fornecer no ministério do seu Amor Infinito.