70 - Guardemos o ensino

 
"Ponde vós estas palavras em vossos ouvidos." - Jesus (Lucas, 9:44).
 
Muitos escutam a palavra do Cristo, entretanto, muito poucos são os que colocam a lição nos ouvidos.
 
Não se trata de registrar meros vocábulos e sim fixar apontamentos que devem palpitar no livro do coração.
 
Não se reportava Jesus à letra morta, mas ao verbo criador.
 
Os círculos doutrinários do Cristianismo estão repletos de aprendizes que não sabem atender a esse apelo. Comparecem às atividades espirituais, sintonizando a mente com todas as inquietações inferiores, menos com o Espírito do Cristo. Dobram joelhos, repetem fórmulas verbalistas, concentram-se em si mesmos, todavia, no fundo, atuam em esfera distante do serviço justo.
 
A maioria não pretende ouvir o Senhor e, sim, falar ao Senhor, qual se Jesus desempenhasse simples função de pajem subordinado aos caprichos de cada um.
 
São alunos que procuram subverter a ordem escolar.
 
Pronunciam longas orações, gritam protestos, alinhavam promessas que não podem cumprir.
 
Não estimam ensinamentos. Formulam imposições.
 
E, à maneira de loucos, buscam agir em nome do Cristo.
 
Os resultados não se fazem esperar. O fracasso e a desilusão, a esterilidade e a dor vão chegando devagarinho, acordando a alma dormente para as realidades eternas.
 
Não poucos se revoltam, desencantados ...
 
Não se queixem, contudo, senão de si mesmos.
 
"Ponde minhas palavras em vossos ouvidos", disse Jesus.
 
O próprio vento possui uma direção. Teria, pois, o Divino Mestre transmitido alguma lição, ao acaso?