172 - Que despertas?

 
“De sorte que transportavam os enfermos para as ruas e os punham em leitos e em camilhas para que ao menos a sombra de Pedro, quando este passasse, cobrisse alguns deles.” - (Atos, 5:15)
 
O conquistador de glórias sanguinolentas espalha terror e ruínas por onde passa.
 
O político astucioso semeia a desconfiança e a dúvida.
 
O juiz parcial acorda o medo destrutivo.
 
O revoltado espalha nuvens de veneno sutil.
 
O maledicente injeta disposições malignas nos ouvintes, provocando o verbo desvairado.
 
O caluniador estende fios de treva na senda que trilha.
 
O preguiçoso adormece as energias daqueles que encontra, inoculando-lhes fluidos entorpecentes.
 
O mentiroso deixa perturbação e insegurança, ao redor dos próprios passos.
 
O galhofeiro, com a simples presença, inspira e encoraja histórias hilariantes.
 
Todos nós, através dos pensamentos, das palavras e dos atos, criamos atmosfera particular, que nos identifica aos olhos alheios.
 
A sombra de Simão Pedro, que aceitara o Cristo e a Ele se consagrara, era disputada pelos sofredores e doentes que encontravam nela esperança e alivio, reconforto e alegria.
 
Examina os assuntos e as atitudes que a tua presença desperta nos outros. Com atenção, descobrirás a qualidade de tua sombra e, se te encontras interessado em aquisição de valores iluminativos com Jesus, será fácil descobrires as próprias deficiências e corrigi-las.