167 - Entendimento


“Transformai-vos pela renovação do vosso entendimento.” - Paulo. (Romanos, 12:2)
 
Quando nos reportamos ao problema da transformação espiritual, a comunidade dos discípulos do Evangelho concorda conosco, quanto a semelhante necessidade, mas nem todos demonstram perfeita compreensão do assunto.
 
No fundo, todos anelam a modificação, no entanto, a maioria não aspira senão à mudança de classificação convencional.
 
Os menos favorecidos pelo dinheiro buscam escalar o domínio das possibilidades materiais, os detentores de tarefas humildes pleiteiam as grandes posições e, num crescendo desconcertante, quase todos pretendem a transformação indébita das oportunidades a que se ajustam, mergulhando na desordem inquietante. A renovação indispensável não é a de plano exterior flutuante.
 
Transformar-se-á o cristão devotado, não pelos sinais externos, e sim pelo entendimento, dotando a própria mente de nova luz, em novas concepções.
 
Assim como qualquer trabalho terrestre pede a sincera aplicação dos aprendizes que a ele se dedicam, o serviço de aprimoramento mental exige constância de esforço no bem e no conhecimento.
 
Ainda aqui, é forçoso reconhecer que a disciplina entrará com fatores decisivos.
 
Não te cristalizes, pois, em falsas noções que já te prejudicaram o dia de ontem.
 
Repara a estrutura dos teus raciocínios de agora, ante as circunstâncias que te rodeiam.
 
Pergunta a ti próprio quanto ganhaste no Evangelho para analisar retamente esse ou aquele acontecimento de teu caminho. Faze isto e a Bondade do Senhor te auxiliará na esclarecedora resposta a ti mesmo.